segunda-feira, 2 de março de 2009

AS VEZES A GENTE PERDE!


Falo em perda no sentido latu sensu.



Perdi quando não consegui que minha filha usasse seu uniforme para ir ao jardim. Ela quis ir de maiô e assim foi! Usei de psicologia, brincadeiras, chantagem emocional e outros meios. Nada!



Deixei ela na sala de aula, com o maiô que não consegui tirar, despenteada, pois não consegui penteá-la!



Me senti um lixo de mãe!



Me questiono onde foi que errei,como eu posso acertar na sua educação.



Na gravidez, eu imaginava que após o nascimento da Laura eu não teria mais paz!



Mas é pior, após me tornar mãe, eu nunca mais tive certeza!



Ser mãe é padecer na dúvida!



Entre um cliente e outro,uma audiência e outra, ou enquanto meus alunos estão realizando uma prova, me pego questionando-me se a Laura deve fazer ballet ou natação? Quem sabe artes marciais para aflorar a disciplina?



Será que minhas teorias estão certas? Outras mães passam pelos mesmos problemas que eu?



Sou incompetente?



Mas se faço tudo certo, porque não acerto? Pensei que uma coisa era consequência da outra.....



Mas na maternidade não existe fórmulas prontas, manual de instrução ou dicas mágicas.



A maternidade desafia a lógica.





Um comentário:

Giselle disse...

Amiga, vc é uma mãe maravilhosa. Os seres humanos é que são complicados... rsrsrs... ou seja, nós todos somos complicados. Não se preocupe, a vida tomará seu curso. Deus te abençoe. bjks, Gi.